Software livre e inclusão digital

Nos dias atuais, ter conhecimentos básicos de informática é fundamental. Ressalte-se: não é apenas importante, é fundamental. Alguém que não tenha qualquer conhecimento nesta área já pode ser considerado analfabeto funcional. Não conseguirá inserção no mercado de trabalho e estará privado, inclusive, de acesso a serviços básicos. Dependerá de favores, como alguém que não sabe ler e não pode pegar um ônibus se não for ajudado.

Apesar disso, o número de pessoas sem conhecimentos básicos de informática e sem acesso a rede mundial de computadores é assombroso. Tal realidade precisa ser mudada com urgência, para que nosso país possa participar da sociedade do conhecimento, como protagonista. E mudar implica na adoção de políticas públicas para a inclusão digital através do software livre.

Quando se fala em inclusão digital através do software livre, a principal objeção levantada é que os adolescentes aprenderão a usar sistemas operacionais e outros aplicativos que não seriam “populares” ou “conhecidos”, e, portanto, que seriam pouco usados no mercado de trabalho. Nada mais falso. Quem conhece o mundo do software livre, pode usar tranquilamente sistemas proprietários, como o Windows, e o conjunto de ferramentas MS Office. Será, inclusive, um usuário “avançado” de tais aplicativos, já que conhece outros sistemas. O inverso não é verdadeiro.

Além disso, o software livre, aplicado aos esforços no campo da inclusão digital, tem outras vantagens. Em um país que possui uma grande parcela de sua população na pobreza, não pode se permitir gastar milhões de reais dos cofres públicos com licenças de software, quando se tem uma alternativa de qualidade igual ou melhor para determinadas funções ou tarefas.

E principalmente: o uso do software livre nas ações voltadas a inclusão digital significa que nossos jovens, além de poderem usar os mais diversos aplicativos e sistemas operacionais, também poderão aprender a mudá-los, a adaptá-los para sua necessidades, a criar funcionalidades para esses programas, a criar novos programas.

Esse novo paradigma de liberdade, de colaboração entre as pessoas, fará com que nosso país, de fato, avance rumo a sociedade da conhecimento. E trará mais conhecimento, mais independência e melhores condições de vida para nosso povo.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s